Sonho de Consumo

Sonho de Consumo

Em meio ao tráfego intenso da Marginal Pinheiros, com uma linda vista do Skyline da cidade, o Spa Cidade Jardim é o refúgio perfeito para quem busca bem-estar e privacidade.

A porta do elevador se abre lentamente e em segundos toda a agitação paulistana parece desaparecer. Luzes indiretas, cores neutras nas paredes, burburinho quase silencioso. “É como chegar a um lugar que só existe nos nossos sonhos”, descreve a empresária Neuza Khouri, 70 anos, frequentadora assídua do SPA Cidade Jardim, localizado no topo do shopping de mesmo nome, parte do empreendimento que reúne também edifícios residenciais e comerciais de alto padrão. Além de tranquilidade, o spa tem como atrativo outro objeto de desejo do nosso tempo, a total privacidade.

Como em um clube, é preciso tornar-se sócio para frequentar o spa – mas é possível levar convidados eventuais, mediante pagamento de taxa diária. A maior parte da clientela (98%) é formada por moradores do condomínio Parque Cidade Jardim. Não há vai e vem de clientes desconhecidos, nem público flutuante ou inconstante. “Numa cidade como São Paulo, isso é um privilégio. Nos dá muita segurança”, diz Neuza.

A decoração do espaço, que ocupa uma área de 2.650 metros quadrados, é assinada pelo estúdio do arquiteto Arthur Casas, que priorizou materiais naturais, como madeira, fibras, tons neutros e iluminação indireta. “Buscamos criar um ambiente elegante e, ao mesmo tempo, acolhedor. Também tomamos o cuidado para ter um resultado atemporal. A expectativa é que essa decoração continue atual por muitos anos”, diz a arquiteta Marília Pellegrinni, uma das autoras do projeto. As cores preponderantes no local são tons de bege e cinza. O ambiente é clean, com poucos objetos decorativos, onde se destacam vasos de cactos, que recebem iluminação especial para garantir sua vitalidade.

MALHAR E RELAXAR

O spa conta com uma área de fitness com equipamentos de musculação e salas onde acontecem aulas de pilates, ioga, boxe, muay thai, jiu-jítsu, entre outros. “Gosto de lugares menores, não me sinto bem nessas academias gigantes de São Paulo. Aqui posso me exercitar com mais privacidade”, diz a administradora de empresas Loredana Alves, 45 anos, que pratica musculação três vezes por semana.

Mas o lugar mais cobiçado pela maioria dos clientes é a área batizada de SPA suítes, onde são realizados massagens e tratamentos de beleza individuais ou em duplas (para casais ou amigas), como drenagem, hidratação facial, limpeza de pele. Cada uma das quatro salas de 25 metros quadrados conta com duas macas e uma banheira oval para banho relaxante, que dão vista para o skyline da Marginal Pinheiros. Em uma delas, é até possível fazer atividade física de forma totalmente privativa. Além das quatro suítes, há ainda outras quatro salas individuais.

Todas as macas de massagem, assim como as espreguiçadeiras que ficam em outras alas do spa, foram desenhadas especialmente para o Cidade Jardim. “O mobiliário foi customizado com o objetivo de buscar conforto e ergonomia dentro do rigor estético do projeto”, explica a arquiteta Marília.

A exclusividade também se aplica aos produtos e a parte dos tratamentos, caso dos itens de beleza para o corpo da grife húngara Omorovicza e dos cosméticos da linha Spa Collection. O tratamento mais pedido pelos frequentadores é a massagem Cidade Jardim, criada especialmente para essa unidade. “É nosso carro-chefe”, diz o gerente Helton Almeida sobre a massagem que mistura técnicas suecas e hindus, além de um pouco de shiatsu. “Ajuda a eliminar a fadiga, estimular a circulação e energizar a pessoa”, explica a fisioterapeuta Geny Bernardino, 40 anos.

Entre outros diferenciais do spa, estão ainda o Pavilhão de Águas, um circuito de piscinas cravadas em um deque de madeira, que oferece massagens subaquáticas relaxantes através de seus jatos ergométricos. E também o Circuito Thermal, que conta com sessões de ducha vertical de 24 jatos, sauna finlandesa seca ou a vapor, esfoliação corporal feita sobre uma pedra de mármore aquecida, para garantir uma temperatura agradável para o cliente, e banho de imersão. Tudo isso acontece numa área privativa, com iluminação especial e espreguiçadeiras individuais com TV para garantir o relaxamento. Ao final do circuito, deitados nessa cama, os clientes recebem uma xícara de chá natural de hortelã para encerrar o ritual. “É ou não é um lugar de sonhos esse aqui?”, repete Neuza.

Compartilhar